miércoles, 9 de junio de 2010

Oberom - Viver de luz

Esse é um tema que já coloquei na entrada Alimentação e volto a colocar: o PRANA. Que pra mim é interessantíssimo, já que mostra realmente que podemos viver dessa maneira e que somos seres ESPIRITUAIS, mais que materiais. Oberom, é professor de yoga participou no congresso "Ciência e Espírito" em Madri, Espanha, dia 20 de junho, para ensinar técnicas canalizadas pelos Mestres Ascendidos, vivenciado desde 2001, permitindo que a partir de um retiro de 21 dias uma pessoa comum pode alimentar-se exclusivamente de energia VITAL OU PRANA. Isso tem a finalidade de divulgar a possibilidade e trazer uma reflexão sobre os VALORES DE NOSSA SOCIEDADE ATUAL. Isso independe de religião ou credo, somente uma forma de vida. Seria romper os padrões limitantes arraigados no inconsciente de cada ser.
Os vídeos abaixo é uma intervenção no 12º Festival internacional Vegano de Rio de Janeiro:







O processo de vinte e um dias sem alimentos consiste em três semanas inteiras sem poder provar a comida, inclusive, a primeira semana é seco, literalmente, já que nem água se pode beber. O procedimento é o inicio de uma nova forma de vida chamada "alimentação prânica", que é deixar de comer alimentos sólidos e converter-se em uma mais sutil e mais consciente. A alimentação prânica chegou a Ocidente depois da publicação do livro "Viver na Luz", da australiana Jasmuheen em 1998. Ela, em 1993 passou o processo de abertura dos vente e um dias, escreveu o livro que revela esta maneira de comer. "Quando crê que a Luz mantém e regenera o corpo é exatamente o que faz," explica no seu livro. Oberom S., 25 anos, é prânico (pessoa que vive de luz) desde 2001, escreveu um livro sobre o tema e faz conferencias sobre os procedimentos. "A alimentação prânica se transmitiu por erro e a gente termina ridicularizando a forma em que vivemos", explica. Quando se fala de ¨luz viva¨ os que sabem do tema se referem a idéia de um poder real da luz, como o sol, que se realiza em função da existência da energia vital do universo, chamada a Luz Divina ou Prâna. Para eles, esta energia é um componente do universo que nos rodeia. O processo de 21 dias da iniciação faz ao corpo compreender que pode alimentar-se da energia que o rodeia, aproveitando a energia vital desde fora do corpo (prâna) e SEM COMIDA. O processo somente pode iniciar-se depois de ler o livro "Viver na Luz", de Jasmuheen, porque está toda a informação necessária para aqueles que estão interessados neste estilo de vida. O procedimento não se leva a cabo em um centro. Tudo tem que ocorrer em retirada, longe do trabalho, televisão, telefone ou qualquer atividade que possa distrair o foco de atenção. "Deve ser assim porque, na verdade, todos os chakras - centros de energia - estão abertos e o retrocesso não, uma pessoa pode absorver a má energia", explica Oberom. Demora 21 dias para que o corpo assimilar a nova situação. Trata-se de um processo de autoconhecimento, porque tem uma mudança na estrutura genética do corpo - uma reprogramação de DNA - para mudar a forma em que vive.
A primeira semana se chama "Semana seca", quando a pessoa não come nem bebe, serve para reestruturar o corpo. O sistema de crenças existente é zero, pelo qual a nova informação se armazena no campo mental. Uma vez que isto sucede, a pessoa já não necessita comer. O quarto e quinto dias se chamam "Dias do Eu." Estes dois dias são os mais difíceis e geralmente a gente se vem encima este passo. No sétimo dia, se deixa um copo de água ao entardecer, ao sol, e a partir de então, a metade de um copo de água cada meia hora. "Este processo de desintoxicação é tão forte que afina os cinco sentidos", diz Oberom. A segunda semana se dirige ao que chamam corpo emocional. É o momento do perdão, a gratidão, ajudar aos demais e observar as sensações do corpo e a casa. Tomar pelo menos um litro e meio de água ao dia e bastante suco diluído. A terceira e última está relacionada com o corpo mental. O objetivo desta etapa é manter isto em mente, observar teus pensamentos e a respiração. Luz, caminhadas, e os exercícios para os músculos são também parte deste momento. Os líquidos como sucos, não estão proibidos, ja que proporcionam o prazer do gosto, necessidade do ser humano.
Depois de passar três semanas sem comer, a maioria da gente acude a comer com precaução. "Ao redor de 95% de pessoas voltam a comer cotidianamente depois, mas conscientemente", diz Oberom. O 5% restante, passam días, a vezes meses, sem mastigar. "Nos comemos de forma esporádica, em caso de não receber uma bofetada, mas não tem nada que garantize a continuidade do corpo".
A comida pode ser comparada com um veneno em conta-gotas. Se a pessoa come carne, por exemplo, se alimenta da morte. "Quando não comemos, chegamos a nosso campo de vibração real", explica Oberom. O objetivo do processo é estabelecer a conexão com o "eu superior" para conseguir a vibração do corpo mesmo. Quando isto sucede, a pessoa começa a atuar de maneira mais sutil e com mais consciência. O processo muda sua vida em todos os aspectos. "O humor, o sonho, a saúde, a qualidade de vida, tudo muda, se é mais espiritual, mais feliz, se consegue uma conexão com o divino".
Ser prânico requer disciplina, coragem e uma forma de vida muito intensa. "Não comer rompe todos os paradigmas que estamos acostumados e os que adotam esta vida deve estar preparado para ser vítimas de prejuízos e dificuldades".
Tem-se que estar disposto a viver assim, e se desvencilhar de tudo que se aprendeu até então. Longe do modo de vida de materialismo, consumismo, inclusive consumismo através da comida, porque comemos com os olhos, através das propagandas enganosas. E se acaba comendo mais do que se necessita. Nem seria ter esse estilo de vida, mas pelo menos saber que certos alimentos não somente faz mal pro nosso corpo, mas pra nossa alma. Tais alimentos processados, industrializados que se consumem com o glutamato monosódico que a maioria dos alimentos preparados tem(colocarei esse tema na entrada alimentação explicando exatamente o mal desse potencializador do sabor)...e os refrigerantes, que é somente químicos, como água poluída, estamos poluindo o corpo, isso mina as energias das pessoas. Além do consumo de produtos light que contem aspartame(O aspartame foi inventado pela Monsanto durante a guerra química), é um causador do câncer, e mais do mal humor, todos os chicletes contem aspartame, cuidado! Porque a dieta Americana tem tanto lácteos, será que necessitamos tanto assim? Se começo a fazer lista de alimentos seria imensa. Sim, comer é um veneno, tem que ter consciência disso. Os vegetais frescos e frutas e grãos integrais como sempre se fala, não é o melhor somente pra nosso corpo, mas também pra nosso espírito, alimente-o.

2 comentarios:

  1. Oberon, vc é uma graça em estado de graça. Adorável ouvir vc.
    Eu como, mas acredito no que vc diz e gostaria de fazer essa e outras transformações em mim. Qd vc disse que comer um animal e se alimentar de morte, me convenceu.
    Alias vc é bastante convincente. Mais luz para vc bela criatura. E obrigada.

    ResponderEliminar
  2. Estou no 9 (nono) dia do processo de 21 dias. Estou testando para ver até onde as transformações são possiveis. Para que o corpo assimila o PRANA. Aguardar e veremos

    ResponderEliminar